MINISTERIO DO TURISMO E CLARO APRESENTAM:

“Noites Alienígenas” é o melhor filme de longa brasileiro do 50º Festival de Cinema de Gramado

O drama acreano “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho, é o grande vencedor do 50º Festival de Cinema de Gramado. A produção conquistou quatro prêmios na noite deste sábado: melhor filme, melhor ator, melhor atriz coadjuvante e melhor ator coadjuvante.

O diretor que adaptou o livro homônimo, de sua autoria, para as telonas aborda temas como a periferia da Amazônia urbana, as fronteiras entre cidade e floresta. “Foi um filme OVNI que aterrissou em Gramado e foi uma grande surpresa”, comemorou o diretor Sérgio de Carvalho, lembrando o comentário da veterana crítica de cinema Maria do Rosário Caetano.

Repetindo o feito de 2019 por “Pacarrete”, Marcélia Cartaxo levou seu segundo Kikito de Melhor Atriz, desta vez pela atuação forte em “A Mãe”. O longa ainda garantiu outras duas estatuetas: melhor direção, de Cristiano Burlan, e melhor desenho de som, para Ricardo Zollmer.

“Tinnitus” também saiu de Gramado com três prêmios: melhor fotografia, para Rui Poças, melhor montagem, para Eduardo Serrano e melhor direção de arte, para Carol Ozzi.

Entre lágrimas, o rapper e ator Gabriel Knoxx foi o vencedor do Kikito de melhor ator, por Noites Alienígenas: “quantas vezes pensei em desistir. Dedico este prêmio a todo acreano e acreana, não deixem de acreditar.”

Filme uruguaio “9” vence entre os estrangeiros

Abordando o papel do futebol na sociedade, a desumanização do jogador e a problematização do conceito de sucesso deram para o longa uruguaio “9”, de Martín Barrenechea e Nicolás Branca, o prêmio de melhor filme estrangeiro de 2022 pelol júri oficial e júri da crítica. A produção ainda levou a estatueta de melhor ator, para Enzo Vogrincinc.

“Obrigada foi a primeira palavra que aprendi a dizer aqui, e não me cansei de dizer nesta semana. Muito obrigada Gramado, que venham mais 50 anos”, agradeceu Enzo Vogrincinc. “Passamos uma semana muito linda aqui, com conexões com todos os participantes”, afirmou Martín Barrenechea.

O longa chileno “Inmersión” ficou com duas premiações: melhor roteiro, para Agustin Toscano, Moisés Sepúlveda e Nicolás Postiglione, e melhor fotografia, para Sergio Armstrong.

Documentário “5 Casas” leva o Kikito de melhor filme entre os longas gaúchos

O diretor Bruno Gularte Barreto trouxe sua história pessoal para o longa “5 Casas”, escolhido como melhor filme entre os longas gaúchos da mostra. O documentário que mostra cinco casas e cinco histórias interligadas ainda levou a premiação em direção, para Bruno, e melhor montagem, para Vicente Moreno.

“Recebi uma chuva de amor e de lágrimas das pessoas que assistiram ao filme. Este filme vem de uma grande rede de amor e colaboração e muitos, muitos anos de trabalho”, ressaltou Bruno Gularte Barreto.
Em números gerais, “Casa Vazia” foi o destaque entre os gaúchos com cinco prêmios: melhor ator, melhor roteiro, melhor fotografia, melhor trilha musical e melhor desenho de som. Já “Despedida” recebeu Kikitos por melhor atriz e melhor direção de arte.

“Fantasma Neon” leva a premiação de melhor filme de curta-metragem brasileiro

A mistura de atores e não atores, e de ficção com depoimentos reais, para abordar a precarização do trabalho dos entregadores de aplicativos deu a “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli, quatro estatuetas no 50º Festival de Gramado: melhor filme, melhor direção, melhor ator e júri da crítica.
Martinelli agradeceu ao empenho da equipe de produção e destacou a importância das leis de incentivo à cultura: “estar no Festival de Gramado sempre foi um sonho, Obrigado! Este filme só existe pois recebemos apoio da Lei Aldir Blanc, importantíssima para o Brasil”.

Outro curta carioca, “Último Domingo” teve destaque e saiu com três Kikitos: melhor atriz, melhor fotografia e melhor direção de arte.

Mostra documental foi novidade nos 50 anos e premiou “Um Par Pra Chamar de Meu”

No ano do cinquentenário o Festival de Gramado incluiu uma nova mostra competitiva, para premiar o melhor longa-metragem documental. No filme “Um Par Pra Chamar de Meu”, a documentarista Kelly Cristina Spinelli acompanha a vida de sua mãe e de quatro outras mulheres que saem com os chamados personal dancers para discutir solidão, sexualidade e privilégio entre as mulheres da terceira idade.

A cerimônia foi direto do Palácio dos Festivais e teve apresentação das jornalistas e apresentadoras oficiais do evento Marla Martins e Renata Boldrini e do ator Werner Schünemann. A dupla gaúcha Claus & Vanessa embalou a trilha musical e o charmoso Tapete Vermelho contou com recepção de personagens do espetáculo Bellepoque, show residente do Gatzz, de Gramado.

No momento “in memorian”, a emoção foi grande com a lembrança de nomes como Jô Soares, Sérgio Mamberti, Luiz Gustavo, Françoise Furton, Isaac Bardavid, Sirmar Antunes, Gilberto Braga Arnaldo Jabor, Suzana Faini, Milton Gonçalves, Cláudia Jimenez, que partiram no último ano.

Ao final da cerimônia, como tradicionalmente ocorre, todos os vencedores do ano foram chamados ao palco para um momento de celebração e o registro com todos os premiados.

O 51º Festival de Cinema de Gramado está marcado para acontecer de 11 a 19 de agosto de 2023.

Conheça os prêmios do 50º Festival de Cinema de Gramado:

LONGA-METRAGEM BRASILEIRO
Melhor Filme – “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho
Melhor Direção – Cristiano Burlan, por “A Mãe”
Melhor Ator – Gabriel Knoxx, de “Noites Alienígenas”
Melhor Atriz – Marcélia Cartaxo, de “A Mãe”
Melhor Roteiro – Gabriel Martins, de “Marte Um”
Melhor Fotografia -Rui Poças, de “Tinnitus”
Melhor Montagem – Eduardo Serrano, de “Tinnitus”
Melhor Trilha Musical – Daniel Simitan, de “Marte Um”
Melhor Direção de Arte – Carol Ozzi, de “Tinnitus”
Melhor Atriz Coadjuvante – Joana Gatis, de “Noites Alienígenas”
Melhor Ator Coadjuvante – Chico Diaz, de “Noites Alienígenas”
Melhor Desenho de Som – Ricardo Zollmer, de “A Mãe”
Júri da Crítica – “Noites Alienígenas”, de Sérgio de Carvalho
Júri Popular – “Marte Um”, de Gabriel Martins
Prêmio Especial do Júri – “Marte Um”, de Gabriel Martins, que nos trouxe o afeto para a tela.
Menção Honrosa a Adanilo, por “Noites Alienígenas”, pela excelência da construção da linha do personagem e interpretação.

LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO
Melhor Filme – “9”, de Martín Barrenechea e Nicolás Branca
Melhor Direção – Néstor Mazzini, de “Cuando Oscurece”
Melhor Ator – Enzo Vogrincinc, de “9”
Melhor Atriz – Anajosé Aldrete, de “El Camino de Sol”
Melhor Roteiro – Agustin Toscano, Moisés Sepúlveda e Nicolás Postiglione, de “Inmersión”
Melhor Fotografia -Sergio Asmstrong, de “Inmersión”
Júri da Crítica – “9”, de Martín Barrenechea e Nicolás Branca
Júri Popular – “La Pampa”, de Dorian Fernández Moris
Prêmio Especial do Júri a Direção de Arte de Jeff Calmet, de “La Pampa”

CURTA-METRAGEM BRASILEIRO
Melhor Filme – “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli
Melhor Direção – Leonardo Martinelli, por “Fantasma Neon”
Melhor Ator – Dennis Pinheiro, de “Fantasma Neon”
Melhor Atriz – Jéssica Ellen, de “Último Domingo”
Melhor Roteiro – Fernando Domingos, de “O Pato”
Melhor Fotografia – Fernando Macedo, de “Último Domingo”
Melhor Montagem – Danilo Arenas e Luiz Maudonnet, de “O Elemento Tinta”
Melhor Trilha Musical – “Nhanderekoa Ka´aguy Porã” Coral Araí Ovy e Conjunto Musical La Digna Rabia, por “Um Tempo pra Mim”
Melhor Direção de Arte – Joana Claude, de “Último Domingo”
Melhor Desenho de Som – Alexandre Rogoski, de “O Fim da Imagem”
Júri da Crítica – “Fantasma Neon”, de Leonardo Martinelli
Júri Popular – “O Elemento Tinta”, de Luiz Maudonnet e Iuri Salles.
Menção Honrosa – “Imã de Geladeira”, de Carolen Meneses e Sidjonathas Araújo, por catapultar a urgente discussão sobre o racismo estrutural através do horror cósmico
Prêmio Especial do Júri – “Serrão”, de Marcelo Lin. Pelo frescor da narrativa a partir de um olhar ressignificado, emergente e com o coração no lugar certo
Prêmio Canal Brasil de Curtas – “Fantasma Neon” Leonardo Martinelli

LONGA-METRAGEM GAÚCHO
Melhor Filme – “5 Casas”, de Bruno Gularte Barreto
Melhor Direção – Bruno Gularte Barreto, por “5 Casas”
Melhor Ator – Hugo Noguera, de “Casa Vazia”
Melhor Atriz – Anaís Grala Wegner, de “Despedida”
Melhor Roteiro – Giovani Borba, de “Casa Vazia”
Melhor Fotografia – Ivo Lopes Araújo, de “Casa Vazia”
Melhor Direção de Arte – Gabriela Burk, de “Despedida”
Melhor Montagem – Vicente Moreno, de “5 Casas”
Melhor Desenho de Som – Marcos Lopes e Tiago Bello, de “Casa Vazia”
Melhor Trilha Musical – Renan Franzen, de “Casa Vazia”
Júri Popular – “5 Casas”, de Bruno Gularte Barreto
Menção Honrosa – Clemente Vizcaíno, por “Despedida”, pela presença destacada no filme e por sua importância na história do cinema gaúcho
Menção Honrosa – “Campo Grande é o Céu”, de Bruna Giuliatti, Jhonatan Gomes e Sérgio Guidoux, pelo resgate da tradição de cantorias e da importância das comunidades quilombolas daquela região do Rio Grande do Sul

LONGA-METRAGEM DOCUMENTAL
Melhor Filme – “Um Par Pra Chamar de Meu”, de Kelly Cristina Spinelli.
Menção Honrosa – “Elton Medeiros – O Sol Nascerá”, de Pedro Murad, pela valorização do compositor, parceiro dos grandes nomes da música popular brasileira, e também pelo rigor formal e criativo na recriação visual da vida e das grandes composições de Elton Medeiros, que faleceu em 2019. Parabéns ao diretor Pedro Murad e equipe.

PRÊMIO MELHOR FILME DA MOSTRA UNIVERSITÁRIA CGFM
Melhor Filme – “Ícaro”, de Wesllen Machado, da Universidade de Santa Cruz do Sul (RS). Vencedor do concurso interativo do Conexões Gramado Film Market / Prêmio TECNA Tecnopuc, que recebe R$ 3 mil reais em serviços de imagem e som.

Ministério do Turismo e Claro apresentam o 50° Festival de Cinema de Gramado. Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio Master: Laghetto Golden Multipropriedades. Patrocínio: Tônica Antarctica. Copatrocínio: TCL, Vero – A maquininha do Banrisul. Apoio: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Stemac Grupos Geradores, Da Magrinha, O2 Pós, Naymovie, Miolo Wine Group, Prawer Chocolates, Johnnie Walker e Tanqueray e Cristais de Gramado. Cia Aérea oficial: Azul Linhas Aéreas. Transporte Oficial: Kia. Hospedagem oficial: Laghetto Hotéis. Exibidor oficial: Canal Brasil. Exibidor regional: TVE. Apoio institucional: Museu do Festival de Cinema de Gramado, ACCIRS, APTC/ABD-RS, Fundacine, SIAV RS. Agente cultural: AM Produções. Colaborador: Sierra Móveis. Promoção: Prefeitura Municipal de Gramado. Financiamento: IECINE, Pró-Cultura/RS, Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo.