MINISTERIO DO TURISMO E CLARO APRESENTAM:

1997

Melhor Filme (Júri Popular) – “For All – O Trampolim da Vitória”

Prêmio Especial Unesco: “Territorio Comanche”, de Gerardo Herrero

Menção Honrosa: “La Línea Paterna”, de José Buil e Marisa Sistach

Prêmio Especial do Júri Latino: “Yo Soy del Son a la Salsa”, de Rigoberto López Rego

Prêmio Especial do Júri Filme Brasileiro: “Bocage – O Triunfo do Amor”, de Djalma Limongi Batista

Prêmio da Crítica Latino: “Bajo la Piel”, de Francisco Lombardi

Prêmio da Crítica Filme Brasileiro: “Os Matadores”, de Beto Brant

Melhor Filme Latino: “O Testamento do Senhor Nepomuceno”, de Francisco Manso

Melhor Diretor Latino – Mario Levin, por “Sotto Voce”

Melhor Atriz Latino: Margarita Rosa de Francisco, por “Ilona Llega Con la Luvia”

Melhor Ator Latino: Nelson Xavier, por “O Testamento do Senhor Nepomuceno”, e José Ruiz, por “Bajo La Piel”

Melhor Roteiro Latino: Mário Prata, por “O Testamento do Senhor Nepomuceno”

Melhor Direção de Arte Latino: Erick Grass, por “Pon tu Pensamiento en Mi”

Melhor Música Latina: Ulisses Hernandéz, por “Pon tu Pensamiento en Mi”

Melhor Fotografia Latino: Gianni Mammolotti, por “Ilona Llega Con La Luvia”

Melhor Montagem Latino: José Buil, por “La Línea Paterna”

Melhor Filme Brasileiro: “For All – O Trampolim da Vitória”, de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz

Melhor Diretor: Beto Brant, por “Os Matadores”

Melhor Ator: Cláudio Marzo, por “O Homem Nu”

Melhor Atriz: Eliane Giardini, por “O Amor Está no Ar”

Prêmio Revelação Ator: Caio Junqueira, por “Buena Sorte”

Melhor Roteiro: Luiz Carlos Lacerda, Buza Ferraz e Joaquim Assis, por “For All – O Trampolim da Vitória”

Melhor Direção de Arte: Alexandre Meyer, por “For All – O Trampolim da Vitória”

Melhor Música: David Tygel, por “For All – O Trampolim da Vitória”

Melhor Fotografia: Marcelo Durst, por “Os Matadores”

Melhor Montagem: Willen Dias, por “Os Matadores”

Melhor Curta-Metragem Nacional: “Decisão”, de Leila Hipólito

Troféu Bravo Brasil/TVA: “Decisão”, de Leila Hipólito

Prêmio Especial do Júri: “O Capeta Caybé”, de Agnaldo Siri Azevedo

Prêmio da Crítica: “Decisão”, de Leila Hipólito

Melhor Curta (Júri Popular): “Decisão”, de Leila Hipólito

Melhor Diretor de Curta Metragem: José Pedro Goulart, por “O Pulso”

Melhor Roteiro de Curta-Metragem: Carlos Gregório, por “Amar”

Melhor Ator de Curta-Metragem: Murilo Benício, por “Decisão”

Melhor Atriz de Curta-Metragem: Zezé Polessa, por “Dedicatórias”

Melhor Fotografia de Curta-Metragem: Ricardo Della Rosa, por “Recife de Dentro Pra Fora”

Melhor Montagem de Curta-Metragem: Cezar Migliorini, por “Nelson Sargento”

Melhor Música de Curta-Metragem: Nelson Sargento, por “Nelson Sargento”

Melhor Direção de Arte de Curta-Metragem: Fiapo Barth, por “O Pulso”, “Bola de Fogo” e “Angelo Anda Sumido”

Melhor Curta Gaúcho/Prêmio Assembléia Legislativa: “O Pulso”, de José Pedro Goulart

Prêmio Especial do Júri: “Angelo Anda Sumido”, de Jorge Furtado

Melhor Filme Média 16 mm: “Átimo”, de Romeu di Sessa

Prêmio Especial do Júri: Alex Sernambi, pela fotografia de “Bola de Fogo”