Melhor Filme: “Vai Trabalhar Vagabundo”, de Hugo Carvana

Melhor Diretor: Denoy de Oliveira, por “Amante Muito Louca”

Melhor Ator: Othon Bastos, por “São Bernardo”

Melhor Atriz: Tereza Raquel, por “Amante Muito Louca”

Melhor Fotografia: Lauro Escorel, por “São Bernardo”

Prêmio Especial do Júri/Ator Revelação: Stepan Nercessian, por “Amante Muito Louca”

Melhor Curta-Metragem: “Emprise”, de José Rubes Siqueira

Prêmio Especial do Júri: “O Cinema Gaúcho nos Anos 20?, de Antônio Jesus Pfeil

Patrocinadores