Programação

19 de setembro, sábado – 13h

Hub Universidades: Forcine Sul

Duas importantes pautas estão no centro do trabalho das escolas de cinema e audiovisual no Brasil:
– os impactos do distanciamento social no ensino do audiovisual
– a diversidade no ambiente acadêmico

20 de setembro, domingo – 13h

Brasil Audiovisual, com Laís Bodanzky

O setor audiovisual vive uma das suas crises mais profundas: visão prática das restrições e desafios que o segmento enfrenta e, formulações para o futuro.

21 de setembro, segunda feira – 13h

Distribuição Digital: estratégias e resultados, com Luiz Bannitz

Os resultados da distribuição digital dos conteúdos audiovisuais, seu impacto nas obras e no planejamento dos novos produtos.

22 de setembro, terça feira – 13h

Festivais de Cinema: novas perspectivas, com Hebe Tabachnik e Eduardo Valente

O impacto do novo contexto mundial nos festivais de cinema no Brasil e no mundo. Novos formatos dos eventos oferecem oportunidades e mais desafios para os produtores e realizadores.

23 de setembro, quarta feira – 13h

Igualdade de Gênero na Indústria Audiovisual: conquistas e desafios, com Débora Ivanov e Alessia Sonaglioni

Nos últimos anos, a participação das mulheres no mercado audiovisual foi observada, discutida e alterada. Casos concretos de ações da sociedade que inspiram e impulsionam as mudanças.

24 de setembro, quinta feira – 13h

Fundos Internacionais: recursos para a produção, com Miriam Henze

Os fundos internacionais como fonte de financiamento de projetos brasileiros. O World Cinema Fund, junto com o Show me the Fund, abordarão o apoio ao Brasil. O mapeamento dos fundos é uma parceria do Cinema do Brasil, Brazilian Content e Projeto Paradiso.

25 de setembro, sexta feira – 13h

Hub Universidades: Forcine e Cinemateca Brasileira, com Roberto Gervitz

As principais diretrizes relativas ao ensino de audiovisual no Brasil a partir dos resultados do Congresso Nacional do Forcine. Perspectivas da Cinemateca Brasileira.

26 de setembro, sábado – 13h

Hub Universidades: Mostra de filmes universitários

UEG O Cinema Que Não Se Vê (GO), de Erik Ely / 8’21″
Sinopse: Este é um filme documentário. Ele conta a história de Geovani, um advogado que mora em Goiânia. Geovani assiste a um filme. Eu não sei onde ele assiste a esse filme. Eu não sei o porquê ele assiste esse filme. Eu só sei que ele deveria assistir a esse filme. Afinal, qual o sentido de fazer um filme se não há ninguém para assistir

UFPE O Verbo Se Fez Carne (PE), de Ziel Karapotó / 6’28”
Sinopse: A invasão dos europeus em Abya Yala nos deixou cicatrizes. Ziel Karapotó utiliza seu corpo para denunciar a imposição da língua do colonizador aos povos indígenas, uma face do projeto colonialista.

UNISUL Acho Que (SC), de Bianca Pirmez / 5’
Sinopse: Curta documentário elaborado em tempos de pandemia. Através de webconferências, alguns entrevistados responderam perguntas sem interferências. Dessa forma, o curta mostra como essas pessoas mesmo longe estão conectadas, e como as diferentes respostas podem se complementar, virando uma só.

PUCRS Fora Da Curva (RS), de Jessica Fontoura /13’
Sinopse: Deise é uma corredora entusiasta que se vê em um novo momento de superação, se reinventar depois de perder a visão durante uma corrida. Entre tentativas de voltar a correr e o estresse pós traumático, Deise encontra nos tsurus a expressão da sua esperança.

UNIFOR Tommy Brilho (CE), de Sávio Fernandes / 17’44”
Sinopse: Tommy Brilho é o primeiro aluno invisível da universidade. Com isso, surge o grande desafio de ser visto por seu crush.

UNESPAR Bicha Bomba (PR), de Renan De Cillo / 8′
Sinopse: Este filme “não é capaz de vingar as mortes, redimir os sofrimentos, virar o jogo e mudar o mundo. Não há salvação. Isso aqui é uma barricada! Não uma bíblia”.

 

A Mostra Universitária será transmitida, também, pela TVE-RS, na TV, Site e YouTube.

 

 

Conexões diretas com:

– Agente de vendas/México: Sofia Marques Moreno
– FiGa Filmes: Lidia Damatto
– Disney Brasil: Bruno Bluwol
– Telecine: Gabriel Cohen
– Globosat/Globoplay: Hans Rodriguez e Flavia Moss
– Circular Media/Uruguai: Nícolas Valdés
– Canal Brasil: Marina Pompeu

patrocinadores