Festival de Cinema de Gramado
CartaDEV_0639.jpg
25/08/17
Diego Vara/Pressphoto

Cineastas em Gramado defendem renovação da Lei do Audiovisual

Carta de Gramado

Cineastas presentes no 45º Festival de Cinema de Gramado se reuniram durante a tarde desta sexta-feira para escrever uma carta de repúdio ao veto da renovação da Lei do Audiovisual anunciado pelo presidente Michel Temer.

Segue abaixo a carta.

Carta de Gramado 2017 

Neste exato momento, o cinema e o audiovisual brasileiro se mantém como a única atividade econômica funcionando em regime de pleno emprego e alta produtividade, com mais de 150 longas metragens em 2016 e em previsão de ultrapassar esta marca em 2017. Também o setor encontra-se em franco crescimento na produção de conteúdo independente para televisão.

Estamos no ápice histórico da nossa atividade e cada um real investido alcança retorno cinco vezes maior. Totalizamos 250 mil empregos diretos e indiretos e representamos meio por cento do PIB anual brasileiro, maior do que indústrias como a têxtil, a farmacêutica, a de papel e celulose.

Diante disso, enfatizamos a necessidade de aprovação da prorrogação da Lei do Audiovisual e do RECINE, através de uma nova Medida provisória do poder executivo, atendendo às exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal.

A comunidade audiovisual e cinematográfica – realizadores e realizadoras, produtores e produtoras, atores e atrizes, e demais integrantes da cadeia produtiva – estará mobilizada e acompanhando com atenção o desdobramento deste processo. Acreditamos que o encaminhamento será em prol da continuidade, contando com a sensibilidade do Poder Executivo e Legislativo

Viva o Cinema Brasileiro!

Gramado, 25 de agosto de 2017.

Assinado pelos agentes do audiovisual presentes no 45o Festival de Cinema Gramado.

Festival Partners