MINISTERIO DO TURISMO E CLARO APRESENTAM:

Mauricio de Sousa e sua turma de sonhos

Os números que definem vida e obra de Maurício de Sousa são sempre superlativos. O homenageado com o Troféu Cidade de Gramado, entregue na noite de quarta-feira pelo prefeito João Alfredo de Castilhos Bertolucci, o Fedoca, é pai de dez filhos, criou centenas de personagens, entre eles o cachorro Bidu, que neste ano completa 60 anos. E, só no YouTube, a quantidade de visualizações da Turma da Mônica chega a 8.533.448.459. E o número deve estar mudando neste momento.

No entanto o olhar tranquilo do desenhista, cartunista, criador, roteirista, produtor e diretor de fala mansa e a experiência acumulada em vida deixa transparecer segurança, fôlego e determinação na entrevista coletiva concedida à tarde, antes da homenagem no palco do Palácio dos Festivais. E algo de bom humor, claro.

“Eu sempre estou no auge da minha carreira. Sempre estou criando uma coisa nova e gostando de fazer aquilo. Não consigo ser infeliz. Estou com 83 anos e ainda tem muita coisa pela frente”, disse, divertindo-se com sua própria resposta e este olhar de renovação contínuo.

Novidades é o que não faltam. A que também o trouxer a Gramado, além do prêmio, é o lançamento da pedra fundamental do Parque Turma da Mônica Gramado, que será realizado nesta quinta-feira, no Parque Tomasini. Os motivos para a nova empreitada são muitos, mas ele, quase zen, simplifica:

“Gramado é uma cidade bonitinha”.

Esse jeito carinhoso de se referir à cidade que lhe deu um troféu com seu nome voltou nas declarações que fez à noite, no palco do Cine Embaixador, ao lado dos atores mirins do longa “Turma da Mônica – Laços”, que foi exibido na Mostra Infantil e também está programado para várias sessões da Mostra Cinema nos Bairros do Festival.

“Quantas surpresas, emoções e coisas novas. Gramado me presenteou com tantas coisas lindas e maravilhosas. Estou muito feliz. É difícil alguém que escreve não ter palavras, mas agora estou. É uma honra estar ao lado do prefeito desta cidade linda”, declarou.

Na entrevista coletiva, Mauricio de Sousa contou sobre seu cotidiano de trabalho. Passa a manhã em casa, almoça, e então vai para o estúdio à tarde, acompanhado dos mascotes Bidu e Maria da Penha.

“Este é o terceiro Bidu que tenho. Ele às vezes é mal humorado, mas a Maria da Penha é uma doçura. Quando necessário trabalho à noite, para mau humor da minha esposa, conta divertido”.

Sempre abordado com carinho por seus interlocutores, que falam se suas infâncias descobrindo a leitura nos gibis da Mônica e Cebolinha, dentre tantos personagens, ele devolve com afeto.

“Ter ajudado na alfabetização dos brasileiros é a medalha mais importante que trago no coração”, disse, renovando o aviso que seguirá em frente na missão: “Tenho muitos sonhos, mas não sei o que está por vir. A realidade às vezes nos dá umas topadas”.

Eis, então, algumas novidades que devem chegar em breve com a marca Mauricio de Sousa: até o fim do ano, o personagem Astronauta deve estar nas telas da HBO em animação, graphic novels para o cinema com personagens que estarão em séries para canais de streaming.

E a marca Mauricio de Sousa seguirá firme na “exportação” de sua turma para a China e o Japão, novo front da Turma da Mônica que vem se espalhando pelo mundo renovando os números e a potência da trajetória deste criador que se disse inspirado por Will Eisner, criador dos quadrinhos da série The Spirit e leitor de Monteiro Lobato na infância.

“Lia um livro por dia quando era jovem. Cheguei a um ponto em que creio que não dá para mexer no que está dando certo. Temos que fazer comunicação com os assuntos do dia, da hora, senão a gente fica velho”, diz o guri Maurício.

Encontro com o ídolo

A gramadense Carolina Fioreze, que passou a infância lendo os gibis de Mauricio de Sousa numa coleção com mais de 400 exemplares realizou o sonho de se encontrar com o criador duramente a cerimônia de entrega do Troféu Cidade de Gramado. Com alguns dos exemplares raros da coleção que começou a ser feita pelo irmão Diego, ela conseguiu se encontrar com o desenhista e pegar um autógrafo, festejando o encontro emocionada: “Foi demais!”

Foto: Cleiton Thiele/Agência Pressphoto

Ministério da Cidadania, Secretaria de Estado da Cultura, Stone Pagamentos e Gramado Parks apresentam o 47º Festival de Cinema de Gramado. Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio: Stella Artois, Snowland, BRDE, Fundo Setorial do Audiovisual e Ancine – Agência Nacional do Cinema. Copatrocínio: Banrisul, o grande banco do sul. Apoio especial: Campari,TCL, Casa Aveiro. Apoio: Café 3 Corações, G2 Net Sul, Le Joli, Laghetto Hotéis, Lugano, Canal Brasil, Naymar Cia Rio, Miolo Wine Group, Stemac Grupos Geradores, Tecna PUC, Cristais de Gramado. Transporte oficial: KIA. Transportadora aérea ofical: Gol. Agência Oficial: Brocker Turismo. Apoio institucional: Museu do Festival de Cinema de Gramado, SIAV RS, ACCIRS, IECINE, APTC/ABD-RS, Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine. Agente cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento: Pró-Cultura/RS, Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania, Governo Federal, Pátria Amada Brasil