“Pacarrete” leva oito Kikitos e arrebata o 47º Festival de Cinema de Gramado
VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

Homenageados

TROFÉU OSCARITO

Lázaro Ramos

Em 2019, o Troféu Oscarito, deferência do Festival de Gramado aos grandes nomes do cinema brasileiro, será entregue a Lázaro Ramos. Ator, diretor, dramaturgo, começou sua trajetória no Bando de Teatro Olodum, em Salvador. Madame Satã foi seu primeiro filme como protagonista, iniciando uma trajetória que inclui CarandiruO Homem do AnoO Homem que CopiavaMeu Tio Matou um CaraCidade BaixaÓ pai, ó e Saneamento Básico, O Filme. Em 2005, ganhou o kikito de Melhor Ator pelo filme Cafundó, dirigido por Clóvis Bueno e Paulo Betti.

Suas atuações no cinema, teatro e televisão acumulam mais de 60 prêmios. Em julho de 2009 foi nomeado embaixador do Unicef. Dirige o programa Espelho, no Canal Brasil e também atua na série Mister Brown, da Rede Globo. Um de seus projetos recentes é o Viagens da Caixa Mágica, desenvolvido em parceria com ao lado de Jarbas Bittencourt e Heloísa Jorge. Trata-se de uma plataforma multimídia infantil que inclui álbum, clipes animados e em realidade virtual exclusivo para o YouTube.

Lázaro Ramos também está em fase de produção de seu primeiro longa como diretor, Medida Provisória. O filme é uma trama de amor que se passa no Brasil do futuro. Nos papeis principais estão Taís Araújo e Alfred Enoch. O elenco conta, ainda, com nomes como Seu Jorge, Mariana Xavier, Adriana Esteves e Renata Sorrah. No teatro, Lázaro recomeça a turnê a peça O Topo da Montanha, em que atua com a esposa, Taís Araújo.

TROFÉU EDUARDO ABELIN

Carla Camurati

Carla Camurati é diretora, produtora e roteirista homenageada com o Prêmio Eduardo Abelin nesta edição do Festival de Cinema de Gramado. Sua trajetória profissional se confunde com a renovação do audiovisual brasileiro. Em 1993, ela criou a Copacabana Filmes, pela qual lançou, em 1995, o seu primeiro longa, Carlota Joaquina, Princesa do Brazil. A produção é um marco da retomada do cinema brasileiro.

Além de sua carreira de grande alcance popular na televisão, ela destacou por seus papéis e direções. Em sua trajetória constam prêmios como melhor atriz nos filmes O Olho Mágico do Amor (melhor atriz no Festival e Gramado de 1981), Estrela Nua(Prêmio Especial do Júri de Gramado em 1985), Cidade OcultaEternamente Pagu (Melhor Atriz no Festival de 1987) e Lamarca. Em 2017, produziu a segunda temporada da série Liberdade de Gênero, dirigida por João Jardim e exibida pelo GNT.

Em 2018, começou a produção do documentário História de um Tempo Presente, que retoma a partir de imagens de arquivo o período de redemocratização do Brasil, de 1984 até os dias de hoje. O filme está em fase de finalização, com previsão de lançamento ainda este ano. Seu projeto mais recente é a realização de um documentário sobre as relações entre religiões e o feminino ao longo do tempo e civilizações. Também neste ano Carla lançou, em parceria com Cláudia e Paula Dutra, a plataforma Mulheres Mix.

KIKITO DE CRISTAL

Leonardo Sbaraglia

 

O homenageado com o Kikito de Cristal, que destaca nomes do cinema latino-americano, será o ator argentino Leonardo Sbaraglia. Ele tem uma carreira consagrada no cinema argentino e expandiu seu trabalho atuando em produções na Espanha e no México. Começou a trabalhar aos 16 anos, no longa A Noite dos Lápis e já contabiliza mais e cinquenta filmes no currículo.

Em 1987, popularizou-se entre os jovens argentinos por seu papel na série televisiva Clave de Sol, seguindo sua carreira no cinema e na televisão, com participações em mais de 40 filmes, dentre eles Wild Horses, pelo qual ganhou o Prêmio do Júri de Melhor Atuação no Festival Internacional de Cinema de Huelva. Também está no elenco de Relatos Selvagens, Plata Queimada, No Fim do Túnel, Neve Negra, Viúvas de Quinta-feira, A Puta e a Baleia e O Silêncio do Céu, premiado com os Kikitos de Melhor Filme Brasileiro pelo Júri da Crítica, Melhor desenho de Som e o Prêmio Especial do Júri no Festival de Gramado de 2016. Em 2012, Sbaraglia estreou em Hollywood, no filme Poder Paranormal. Também integrou o elenco da série brasileira O Hipnotizador, de José Eduardo Belmonte. Na televisão, seu projeto mais recente é a série Maradona, Sueño Bendito, que deve ser lançada pela Amazon Prime Vídeo ainda neste ano.

No Brasil, Sbaraglia está em cartaz no mais recente filme de Pedro Almodóvar, Dor e Glória, contracenando com Antonio Banderas. Entre seus projetos mais recentes no cinema estão Oríneges Secretos, de David Galán, e Wasp Network, de Olivier Assayas. O filme é inspirado no livro Os últimos Dias da Guerra Fria, de Fernando Morais, e também tem no elenco Wagner Moura, Penélope Cruz e Gael García Bernal. A previsão de
lançamento é 2020.

TROFÉU CIDADE DE GRAMADO

Mauricio de Sousa

O Troféu Cidade de Gramado deste ano será do desenhista, cartunista, criador, roteirista, produtor e diretor Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica – estrelada menina baixinha, dentuça e briguenta que é um dos personagens que habitam o imaginário dos brasileiros há 56 anos.

A homenagem será entregue na noite de 21 de agosto, no Palácio dos Festivais e inclui a exibição do filme Turma da Mônica: Laços, lançado no final de junho. A sessão especial acontece no Palácio dos Festivais, às 9h, também dia 21. A apresentação será seguida por um aguardado bate-papo com Mauricio.

Desde os anos 80, Mauricio de Sousa começou também a produzir e lançar   filmes e vídeos, com a Turma da Mônica se tornando a primeira série de animação brasileira com  títulos como A Princesa e o RobôMônica e a Sereia do RioAs Aventuras da Turma da MônicaTurma da Mônica em Uma Aventura no Tempo, décimo filme baseado nos personagens das revistas em quadrinhos, com receita superior a R$ 60 milhões, além da série Cinegibi e da série de animação Mônica Toy, no canal do YouTube, que supera a marca de 6 bilhões de visualizações em todo o mundo.

 

*Confira a lista dos homenageados em edições anteriores aqui