Morre o crítico e curador do Festival de Cinema de Gramado, Rubens Ewald Filho
VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

Festival de Cinema de Gramado anuncia Mauricio de Sousa como Troféu Cidade de Gramado 2019

Homenagem será entregue para o maior nome das histórias em quadrinhos e da animação brasileiras.

O 47º Festival de Cinema de Gramado homenageia, com o Troféu Cidade de Gramado, o desenhista, cartunista, criador, roteirista, produtor, diretor e, sobretudo, o pai da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa. A menina dentuça, baixinha, gorducha, forte e briguenta, nascida há 56 anos, é um dos personagens mais queridos do público até hoje.

São inúmeros os personagens que conquistaram a admiração de pelo menos duas gerações, mas o astro de 2019 é o Bidu, o primeiro deles. A tirinha precursora do cãozinho azul e, também, de Mauricio foi publicada em julho de 1959, mais precisamente no dia 18, no jornal Folha de São Paulo, e está prestes a completar 60 anos.

Raros são os nomes que mantêm uma carreira por seis décadas, com o vigor e a criatividade dos primeiros dias. O Festival de Cinema de Gramado tem a honra de enaltecer essa trajetória e homenagear o profissional que elevou as histórias em quadrinhos e a animação brasileiras a patamares internacionais.

Para marcar esse momento, o Troféu Cidade de Gramado será entregue na noite do dia 21 de agosto, no Palácio dos Festivais. A homenagem também conta com a exibição do filme Turma da Mônica: Laços, que estreia nacionalmente dia 27 de junho. A sessão especial acontece no Palácio dos Festivais, às 9h, também dia 21. A apresentação será seguida por um aguardado bate-papo com Mauricio.

Sobre Mauricio
O menino de seis anos que achou no lixo o primeiro gibi desbeiçado, velho e lido, mas com historinhas e páginas coloridas, como descreve, se transformou em um dos mais importantes nomes da animação no Brasil. Os personagens da Turma da Mônica foram apresentados na televisão a partir da década de 1960 e as histórias completas passaram a ser produzidas 16 anos depois. A partir de 1980, surgem os filmes e vídeos, e a Turma da Mônica ganha o status de primeira série de animação brasileira. Foram muitos os sucessos, como A Princesa e o Robô, Mônica e a Sereia do Rio, As Aventuras da Turma da Mônica, Turma da Mônica em Uma Aventura no Tempo, décimo filme baseado nos personagens das revistas em quadrinhos, com receita superior a R$ 60 milhões, além da série Cinegibi e da série de animação Mônica Toy, no canal do YouTube, que supera a marca de 6 bilhões de visualizações em todo o mundo.