Marcos Santuario participa do Prêmio Platino de Cinema Ibero-Americano
VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

Choque entre feminino e masculino é inspiração de filme argentino “Recreo”

A comédia dramática argentina “Recreo”, exibida na mostra competitiva internacional do 46º Festival de Cinema de Gramado, ganhou a plateia do Palácio dos Festivais na noite de segunda-feira (20). Ao final da sessão, os dois diretores Hernán Guerschuny e Jazmín Stuart e um dos seis protagonistas (Juan Minujin) deixaram o cinema sob os aplausos do público, que deu boas gargalhadas acompanhando um final de semana no campo compartilhado por três casais com filhos.

Na tela, a comédia é a linguagem superficial para abordar com profundidade assuntos delicados como a vida sexual de adultos com filhos, as responsabilidades de cada um nas diferentes etapas da criação e a frustração pelos sonhos não realizados. São momentos cômicos, mas que provocam também profunda reflexão ao desnudar as limitações individuais e coletivas diante das exigências e normas de convívio social. “A intenção primeira de qualquer filme deve ser entreter, mas se além disso conseguimos recitar poesia no ouvido do espectador, fomos bem sucedidos”, ilustra Hernán Guerschuny.

Os protagonistas estão em situação confortável econômica e social, tiveram oportunidades na vida, são pessoas dispostas a refletir sobre suas escolhas e mesmo assim não encontram respostas para as dúvidas que encontram no caminho. As incertezas os levam a conflitos internos e externos em muitos casos sem saída possível a não ser a explosão e a violência. “Queríamos desconstruir essa burguesia hiperanalisada, hiperreflexiva, que carrega uma contradição interna muito grande. É uma crítica ao sistema de pensamento”, avalia a diretora Jazmín Stuart. “Passamos muito tempo buscando nossas essências, aquilo que realmente nos representa, mas quando encontramos é preciso suportar”, complementa Guerschuny.

Por isso, o filme questiona a naturalização de certos comportamentos mesmo em uma sociedade que reivindica a atualização de costumes, especialmente as responsabilidades familiares que recaem sobre as mulheres e a expectativa sobre como elas devem se comportar. “Queríamos enfocar esse momento tão especial que é o puerpério (pós-parto), mas de uma maneira distinta: não é uma mulher em crise depressiva, é uma mulher rebelada contra o sistema porque passa a ver as coisas de um outro lugar”, observa Stuart.

Mas também provoca debate sobre a monogamia num casal, tanto do ponto de vista dos homens como das mulheres. Para evidenciar esse confronto, e também buscar um equilíbrio entre ambos campos, os diretores decidiram trabalhar juntos mesmo já tendo carreira solo. “Não é comum que diretores que já tenham projetos anteriores decidam filmar em parceria, mas esse projeto pedia um trabalho em conjunto, pra trazer esse choque de forças”, ilustra Guerschuny.

“Recreo” já entrou em cartaz na Argentina, Uruguai e Chile e os produtores esperam encontrar uma janela de exibição também no Brasil. “De fato, três pessoas vieram falar comigo sobre a distribuição aqui. Estou torcendo para conseguirmos”, se anima o diretor.

(Texto: Naira Hofmeister / Foto: Cleiton Thiele/Pressphoto)

Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e Snowland apresentam o 46º Festival de Cinema de Gramado. Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio: Stella Artois e Casa Aveiro By Dolores. Apoio especial: Gramado Parks. Apoio: Stemac Grupos Geradores, Lugano, Cristais de Gramado, Viviela London, G2 Net Sul e ENIT – Agência Nacional de Turismo da Itália. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine, ACCIRS, IECINE, APTC/ABD RS, SIAV e Museu do Festival de Cinema de Gramado. Agência Oficial: Vento Sul Turismo. Transporte Oficial: Kia. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal.